34% dos imóveis têm débitos tributários


Publicado em 1 de agosto de 2019
Prefeitura lança Refis com descontos de até 100% em juros e multas
Setor de Tributos atende de segunda a sexta, das 9h às 16h, no Paço Municipal

Um levantamento do setor municipal de Tributos aponta que, em Iracemápolis, 34% dos imóveis têm algum tipo de débito com o Município – como dívida de IPTU e outras taxas de serviço.

Isso significa que, a cada três imóveis, um está em situação de débito e inscrito em dívida ativa, o que possibilita cobrança judicial.

Em termos financeiros, a arrecadação que o Município deixa de ter está acumulada em R$ 7,9 milhões. Só de IPTU, são cerca de três mil imóveis com pendências.

REFIS

Os contribuintes de Iracemápolis que estão em atraso com o pagamento de impostos e taxas, como IPTU, ISS, água e esgoto, têm uma boa oportunidade para quitar a dívida.

A Prefeitura segue com o “Refis 2019”, um programa de recuperação fiscal que ajuda o contribuinte a quitar o débito. Para acerto à vista da dívida, o desconto é de 100% em multas e juros, e o pagamento pode ser feito até 30 de setembro.

Outra possibilidade é parcelar a dívida em três vezes, com desconto de 85% em multas e juros. Nesse caso, o pagamento da primeira parcela pode ser feito até 25 de outubro, com as outras duas ficando para 25 de novembro e 25 de dezembro.

Para pessoa física, o valor mínimo da parcela é de R$ 50. No caso de pessoa jurídica, o valor mínimo é de R$ 100.

O Município já encaminhou o informativo de débito para mais de 2 mil contribuintes com IPTU atrasado e segue enviando aos contribuintes em débito com ISS e água.

Interessados em acertar as dívidas devem procurar o setor de Tributos de segunda a sexta, das 9h às 16h, com documentos pessoais. O atendimento é no Paço Municipal, na Rua Antônio Joaquim Fagundes, nº 237, Centro.

BENEFÍCIOS

Quitar os débitos em atraso traz benefícios para todos. Por parte da Prefeitura, é uma oportunidade de ampliar a arrecadação para investimento em diversos setores. Já para o contribuinte, pode ser a solução para ficar com o nome limpo e se tornar habilitado a fazer, por exemplo, financiamentos bancários.

O não pagamento de tributos também pode impedir a emissão de certidão negativa de débitos, normalmente utilizada na transação de imóveis.